Castelo de Kilkenny

Castelo de Kilkenny

O Castelo de Kilkenny é um castelo significativo ao longo da 'Milha Medieval de Kilkenny, na Irlanda. Outrora a fortaleza da poderosa família Butler, foi fortemente restaurada nos séculos XIX e XX.

História do Castelo de Kilkenny

O primeiro castelo foi construído aqui no período anglo-normando por Richard Fitz Gilbert de Clare, mas só foi substituído por uma estrutura de pedra em 1192 por William Marshal. A família Butler comprou o castelo em 1391, e ele se tornou sua residência por mais de 500 anos.

Durante as Guerras Confederadas Irlandesas na década de 1640, os Mordomos Protestantes estavam do lado do Rei Carlos I. No entanto, os rebeldes católicos capturaram o Castelo de Kilkenny, que foi sitiado por Cromwell durante sua conquista da Irlanda. Após seu retorno do exílio em 1661, Butler remodelou o castelo medieval como um castelo mais moderno.

A família Butler lutava cada vez mais para levantar a receita necessária para manter o castelo mantido, com trabalhos estranhos feitos quando o dinheiro aparecia. Em 1904, James Butler, 21º Conde de Ormonde, deu as boas-vindas ao Rei Edward VIII e à Rainha Alexandra no Castelo de Kilkenny quando eles visitaram a Irlanda.

Quando James Butler morreu, uma grande quantidade de taxas de morte significava que o futuro do castelo estava em perigo. Foi sitiada pelo Estado Livre da Irlanda durante a Guerra Civil Irlandesa em 1922 e foi gravemente danificada. Os Butler se mudaram para Londres em 1935, abandonando o castelo. Por fim, foi vendido em 1967 ao Comitê de Restauração do Castelo por um valor cerimonial de £ 50. Agora, tecnicamente, pertence à cidade de Kilkenny e continua a ser a atração turística mais popular da cidade.

Castelo Kilkenny hoje

O castelo está aberto durante todo o ano: entre novembro e janeiro, o acesso é feito apenas através de uma visita guiada de 45 minutos. No resto do ano, passeios autoguiados em vários idiomas estão disponíveis, com visitas guiadas em execução semi-regular para quem quiser. Os terrenos e jardins do Castelo de Kilkenny são exuberantes, principalmente no verão: valem bem a pena um passeio ou uma caminhada mais longa, se você quiser desabafar.

Kilkenny hospeda um grande festival de artes em agosto todos os anos, e a cidade fica extremamente ocupada como resultado. Procure a Sala de Retirada Chinesa (com seus vestígios de papel de parede pintado à mão em estilo chinês dos anos 1820), a monumental lareira de mármore Carrara de John Hungerford Pollen e o magnífico Hall de Entrada.

Chegando ao Castelo Kilkenny

O Castelo de Kilkenny fica no centro da cidade de Kilkenny: é difícil não perceber. Fica a uma curta caminhada (15 minutos) da estação de trem Kilkenny MacDonagh (linha Dublin - Waterford, trens frequentes em ambas as direções, cerca de 90 minutos para Dublin e 35 minutos para Waterford), e os ônibus também param aqui, incluindo a rota 600 que opera entre Dublin e Cork via Waterford.

Se você estiver dirigindo, desça a M9 de Dublin para a junção 8 e vire para a N10, seguindo as indicações para Kilkenny. O castelo fica na The Parade, no centro da cidade: há muito estacionamento ao redor.


O desenvolvimento do castelo Kilkenny sob a família Butler

No centro do edifício está um castelo medieval, uma forte fortificação. O castelo medieval, entretanto, em vez de ser abandonado como a maioria dos castelos na Irlanda, & # xa0 permaneceu um espaço de vida ativo por quase seiscentos anos. & # Xa0 Durante esse tempo, ele passou por muitas mudanças de acordo com as diferentes modas. Nesta página, vou falar sobre o desenvolvimento estágio a estágio do castelo como um espaço de vida em mudança.

Ao longo dos séculos, a família Butler transformou o castelo de uma fortaleza medieval irlandesa em uma mansão renascentista e, mais tarde, em um "casarão ', Em uma das grandes mansões de campo que se tornaram moda no século 18.

Este desenvolvimento estava intimamente ligado à fortuna familiar dos proprietários. Cada vez que a fortuna da família Butler aumentava, uma nova explosão de desenvolvimento modernizava o castelo e atualizava seu layout e decoração de acordo com a moda da era atual. E cada vez que a família era atingida pelo infortúnio, que às vezes estava intimamente ligado à história irlandesa em geral, o castelo deixava de ser recolhido pela próxima geração de Butler que chegava.


Castelo de Kilkenny (Irlanda)

Quando você pensa na Irlanda, provavelmente sonha com castelos medievais onde cavaleiros lutavam contra invasores e a realeza dançava em salas opulentas. Um ótimo lugar que remonta aos dias de hoje é o Castelo de Kilkenny, localizado na cidade medieval de Kilkenny, lindamente preservada. Ao planejar uma viagem dos sonhos para a Irlanda (espero que em 2021!), Coloque este castelo em sua lista imperdível para uma visita familiar!

O Castelo de Kilkenny está localizado na pequena cidade de Kilkenny, a apenas 2 horas a sudoeste de Dublin. É um lugar perfeito para parar para almoçar em uma viagem de Dublin às populares cidades costeiras do sul da Irlanda, Waterford ou Cork. Enquanto almoça na cidade medieval, não deixe de conferir o castelo, que está aberto ao público. Você pode fazer um piquenique dentro de suas paredes e deixar as crianças se divertirem gratuitamente ou você pode pagar para ver o interior do castelo. Com crianças pequenas, ver o exterior é bom, mas com crianças a partir de 10 anos, reserve um tempo para ver o interior do castelo.

Observe que devido às restrições do COVID-19, o interior do castelo está fechado. O parque e o jardim permanecem abertos. Verifique todos os sites mencionados antes de visitar para obter informações atualizadas sobre o fechamento.

Um castelo existe neste local desde o século 12, quando o rei do folclore irlandês, Strongbow, construiu um castelo de madeira aqui. O castelo de pedra foi construído no século 13, com 3 das 4 torres originais ainda de pé hoje. A 4ª torre foi demolida após o cerco e ataque a Kilkenny por Oliver Cromwell em 1650, e o castelo também reteve grandes danos durante as Guerras Civis Irlandesas do século 19 e início do século 20. Os principais proprietários do castelo eram a família Butler, que o possuiu de 1391 até 1967, quando foi dado como presente à cidade. Felizmente, foi preservado e restaurado no final do século 20 e é uma lembrança da Irlanda medieval.

O castelo está localizado no final da rua principal de Kilkenny, ao longo do rio Nore. Recomendo estacionar nos estacionamentos localizados perto do mercado e caminhar até o castelo pela cidade pela High Street, chamada de Medieval Mile. Você passará por casas históricas, lojas e pubs, incluindo o infame Kyteler & # 8217s Inn, que afirma ter sido propriedade de uma bruxa!

Enquanto você sobe a colina em direção ao castelo, seus filhos vão adorar a vista da imponente entrada e das torres redondas!

Assim que você entra no portão, no entanto, o castelo se abre para um lindo jardim e gramado onde seus filhos podem correr livremente. Existe até um parque infantil fantástico no jardim, perfeito para todas as crianças!

Traga um piquenique ou um Frisbee e apenas observe as pessoas. É um ótimo lugar para relaxar e descansar ao ar livre.

Se seus filhos têm 10 anos ou mais, recomendo pagar para conhecer o castelo. Não há muitos castelos como este ainda disponíveis para visitar, então aproveite enquanto estiver aqui. Na maior parte do ano, os passeios são autoguiados, o que é perfeito para crianças. Você pode mover-se pelas salas no seu próprio ritmo.

Você pode começar o passeio na torre redonda da ala do desfile, onde um pequeno filme é mostrado sobre a história do castelo.

Então você pode comprar seus ingressos na entrada principal e entrar no castelo.

A maioria dos quartos está decorada em estilo vitoriano, popular durante o século XIX. Você começará o passeio no porão, o que lhe dará uma ideia de como seria o castelo medieval.

O passeio continua até o andar térreo. A primeira sala é a sala de estar chinesa.

A sala de jantar de estado é opulenta.

A vista para os jardins é de tirar o fôlego!

A sala de tapeçaria é uma das favoritas dos meus filhos.

O passeio leva você para o andar de cima até os quartos restaurados do século XIX. A sala de estar é elegante.

As vistas das janelas são deslumbrantes.

No 3º andar (eles chamam de 2º andar), seus filhos vão adorar ver o berçário com brinquedos.

É aqui que também se localizam os quartos, com outra vista deslumbrante para os jardins de rosas.

Ao olhar pelas janelas, você pode ver por que o castelo foi construído nesta curva do rio. Você pode ver muito rio acima, o que é uma boa proteção contra invasores!

A última sala do passeio é a galeria de fotos, com retratos da família Butler que datam de séculos!

Certifique-se de terminar seu passeio com um sorvete no pequeno café no gramado do castelo.

Já que você não pode visitar pessoalmente agora, confira este vídeo no YouTube para ver os belos interiores vitorianos.

O Castelo de Kilkenny é uma ótima maneira de levar seus filhos de volta à Irlanda Medieval. Seus belos jardins e interiores atmosféricos fazem você se sentir como se tivesse voltado no tempo. Se você está planejando uma viagem para a Irlanda em 2021, certifique-se de adicioná-la à sua lista!


A Parede Desaparecida do Castelo de Kilkenny: O Castelo e a Conquista Cromwelliana da Irlanda

Não é preciso ser um gênio para descobrir o fato de que, hoje em dia, o Castelo de Kilkenny tem três lados. Uma das quatro paredes & # 8211 e uma das grandes torres de tambor redondo & # 8211 desapareceram com o tempo.

Para onde foi? Bem, a parede oriental e a torre do nordeste foram destruídas durante o cerco de Cromwell na Irlanda em 1650.

O cerco de Cromwell foi uma reconquista excepcionalmente sangrenta da Irlanda, emergindo das consequências da Guerra Civil Inglesa.

Por cerca de dez anos antes da reconquista, a Irlanda foi brevemente capaz de reivindicar o autogoverno, com a Confederação Católica Irlandesa governando grande parte do país. Cromwell, então líder da Inglaterra e protestante devoto, viu o acordo com antipatia.

Sua resultante reconquista da Irlanda foi excepcionalmente manchada de sangue & # 8211 poupando poucos católicos devotos e matando, de acordo com diferentes fontes, entre 15-50% da população irlandesa.

O ataque de Cromwell ao Castelo de Kilkenny teve um significado simbólico, ao invés de estratégico. Embora o então proprietário de Kilkenny (James Butler) fosse um protestante, seu castelo foi confiscado e usado como Parlamento (do & # 8216supremo conselho & # 8217) do Confederado Irlandês.

O bombardeio de Kilkenny por Cromwell marcou seu domínio sobre a Confederação Católica Irlandesa e, portanto, sua reconquista da Irlanda. Na verdade, os esforços de Cromwell & # 8217 realmente completaram o domínio britânico da Irlanda, que, apenas alguns anos depois, tornou-se parte da Comunidade Britânica (ao lado do País de Gales e da Escócia).

Há uma boa quantidade de arte e escultura espalhadas pelo parque fora do castelo. Crédito: Jamin Gray, CC-BY-SA-2.0.


Kilkenny histórica

Um dos edifícios mais instantaneamente reconhecidos na Irlanda, o Castelo de Kilkenny tem sido um local importante desde que Strongbow construiu o primeiro castelo, provavelmente uma estrutura de madeira, no século XII.

William, o Conde Marshall, construiu o primeiro castelo de pedra no local, que foi concluído em 1213. Este era um castelo em forma de quadrado com torres em cada canto, três dessas quatro torres originais sobrevivem até hoje. O quarto foi destruído por Cromwell e seu exército quando chegaram a Kilkenny em 20 de março de 1650.

A família Butler comprou o castelo em 1391 e viveu lá até 1935. Eles eram condes, marqueses e duques de Ormonde e viveram no castelo por mais de quinhentos anos. Eles eram uma família notável, resiliente, politicamente astuta e fiel à coroa e à Irlanda ditada pela política da época. Essas lealdades determinavam sua fortuna e carreira, e também a sorte de seu assento.

A propriedade foi dada à Nação em 1967 por James Arthur Butler por uma soma simbólica de £ 50 para torná-la oficial. O castelo e os terrenos são agora geridos pelo Gabinete de Obras Públicas. Os jardins e parques adjacentes ao castelo são abertos ao público e a Torre Parade é usada como local de conferências.

O castelo sofreu muitas mudanças ao longo de sua história (evidente pelas fotos acima), mas sempre permaneceu um bastião de Kilkenny, e um dos castelos mais impressionantes do mundo.


Castelo de Kilkenny

Construído no século XII, o Castelo de Kilkenny foi a sede principal dos Butlers, condes, marqueses e duques de Ormond por quase 600 anos. Sob a poderosa família Butler, Kilkenny cresceu e se tornou uma cidade próspera e vibrante. Sua atmosfera animada ainda pode ser sentida hoje.

O castelo, situado num extenso parque, foi remodelado na época vitoriana. Foi formalmente assumido pelo Estado irlandês em 1969 e, desde então, passou por ambiciosas obras de restauração. Agora recebe milhares de visitantes por ano.

O bloco central inclui biblioteca, sala de estar, berçário e quartos decorados no esplendor da década de 1830. A magnífica Galeria de Imagens está situada na ala leste do Castelo de Kilkenny. Este espaço impressionante data do século 19 e foi construído principalmente para abrigar a bela coleção de pinturas da Família Butler.


Patrimônio e história de Kilkenny

A antiga Igreja de Santa Maria foi convertida em um museu moderno e é um local para eventos e exposições selecionados. Projetado para enriquecer a vida cultural da cidade e fornecer uma nova atração de padrão internacional para os visitantes, o museu tem várias funções: como o ponto de partida para a compreensão da história medieval de Kilkenny, para exibir os Tesouros Cívicos de Kilkenny e réplicas de alguns dos Cruzes Elevados de Ossory e para fornecer um espaço para exposições temporárias e eventos culturais.

A igreja e cemitério de Santa Maria do século 13 é o melhor exemplo de uma igreja medieval na Irlanda. Como ponto de partida da trilha ‘Medieval Mile’, ela traz à vida a história de Kilkenny como a principal cidade medieval da Irlanda. Exibições dos tesouros cívicos de Kilkenny e réplicas de algumas das Cruzes Altas de Ossory ilustram a herança monástica gaélica local e o papel histórico da cidade antiga na Irlanda.

A história de 800 anos de Kilkenny é contada com um toque contemporâneo dentro do novo museu. A experiência do cliente contém uma longa mesa interativa colorida semelhante a um iPad gigante, uma tela de TV de plasma alongada e imagens projetadas em uma parede gigante, permitindo que os visitantes mergulhem na rica história com o auxílio da tecnologia moderna.

Os visitantes do museu ficarão cara a cara com os restos físicos de pessoas que caminharam pelas ruas de Kilkenny séculos atrás e descobrirão como a análise forense revelou muitos de seus segredos na novíssima exposição 3 vidas, 3 mortes, Uma vida não vivida.

Os maravilhosos e acolhedores guias e assistentes do museu mal podem esperar para ajudá-lo a conhecer o Museu Medieval Mile com segurança e contar suas histórias maravilhosas ...

Para sua saúde e segurança, a Equipe do Museu introduziu horários de entrada definidos e projetou um novo Tour de Áudio Interativo que pode ser baixado diretamente para o seu dispositivo.


Mapa do Castelo de Kilkenny e a área

& # 8216Em irlandês gaélico, o nome Kilkenny se traduz na igreja de Cainnech. & # 8217

O Castelo de Kilkenny está localizado com vista para o Rio Nore, no coração da cidade de Kilkenny, que fica no condado de Kilkenny & # 8211 na região sudoeste da Irlanda.

O condado de Kilkenny tem três rios principais que o atravessam e o rio Nore é um desses rios, todos também conhecidos como os três irmãos, sendo os outros dois o Suir e o Barrow. Muitas pessoas pensam que Dublin é a capital da Irlanda e ninguém os culparia por pensar que foi sempre assim, mas em 1641 Kilkenny se tornou a capital da Irlanda e permaneceu assim por nove anos até que Cromwell liderou conquista da Irlanda em 1649.

A cidade de Kilkenny é uma cidade decorada com arquitetura medieval e o Castelo de Kilkenny definitivamente se encaixa no belo ambiente histórico da região. Existem muitos edifícios espalhados por Kilkenny que foram bem preservados e são mantidos com um alto padrão.

A cidade também é às vezes referida como cidade de mármore por causa de seu famoso mármore preto único, proveniente da Pedreira Negra em Archersgrove e Gowan, situada não muito ao sul da cidade de Kilkenny.


Castelos, casas baroniais e históricas

Os tamanhos completos das imagens em miniatura podem ser vistos na Galeria anexada ao projeto ou clicando na imagem em miniatura. GORJETA - Use ctrl + o link para abrir a imagem em uma guia separada ou use & quotback & quot para retornar a esta página do projeto) As fontes das imagens podem ser encontradas nos detalhes das imagens, conforme visto na galeria.

Nomes com Audacioso os links são para perfis ou projetos Geni. Outros links levam você a páginas da web biográficas externas. Copie e cole o marcador usado - & # x25cf - em vez de * ao adicionar itens à lista.

& # x25cf Glashare Butler Tower em uma fazenda próxima à principal N8 entre Johnstown e Durrow, e foi habitada até 1840.

Imagem & # x00a9 Copyright Mike Searle e licenciado para reutilização sob Creative Commons License at Geograph

& # x25cf Castelo Gorteens, Ruínas

Direito de imagem - & # x00a9 Copyright Kieran Campbell e licenciado para reutilização sob esta Licença Creative Commons - em Geograph

Imagem da British Library - Flickr em domínio público

& # x25cf Castelo Gowran - construído em 1385 por James Butler, 3º conde de Ormonde O castelo é uma mansão que foi totalmente restaurada entre 2013 e 2014. James morreu no Castelo de Gowran em 1405 e está sepultado na Igreja Colegiada de Santa Maria em Gowran. Os Butler possuíam as terras na área de Gowran por quase 500 anos. Após a invasão normanda da Irlanda em 1169, a mansão de Gowran foi concedida a Theobald Fitzwalter (Theobald Walter, 1o Barão Butler) 1o Mordomo Chefe da Irlanda. Em 1501 Margaret FitzGerald, condessa de Ormond reconstruiu o castelo de Gowran. Após a invasão de Cromwell na Irlanda em 1650, Gowran foi sitiado, atacado e seriamente danificado por Oliver Cromwell. Pelos próximos 300 anos, o Família Agar foram uma grande influência na área de Gowran. Em 1713 - Henry Agar construiu um novo castelo perto do Castelo Butler usando materiais do antigo castelo. Depois que ele morreu em 1746, sua viúva Ann casado George Dunbar de Co. Fermanagh em 20 de janeiro de 1753, e morreu em 14 de abril de 1765, ela foi enterrada na Catedral da Igreja de Cristo, Dublin. A administração de seus bens foi concedida pelo Tribunal Prerrogativo de Armagh a seu segundo marido, em 11 de setembro de 1765. De Archiseek 1816 a 1819 - Henry Agar 2º Visconde de Clifden reconstruiu o castelo, (o edifício atual), com os projetos de William Robertson. Várias gerações de Agars ocuparam o Castelo de Gowran, muitos dos quais estão enterrados em St. Mary & # x2019s Collegiate Church Gowran. Em 1957 - o Castelo de Gowran e cerca de 0,68 acres de terra foram vendidos para James e Mary Moran pela Land Commission em 14 de maio de 1957. A família Moran viveu no castelo até que ele foi vendido em 1998 para a Tarajan Ltd., uma empresa de propriedade de um desenvolvedor da Irlanda do Norte Alastair Jackson quem comprou a propriedade de Kevin Fennelly e Catriona Fennelly (Nee Moran). Após a venda da propriedade, os pedidos foram feitos por Tarajan ao Kilkenny Co. Council para construir casas na propriedade. Isso foi recusado. O castelo ficou desocupado e desprotegido por onze anos e caiu em abandono. Em 2010, um incêndio (Kilkenny People) causou danos consideráveis, mas não foi totalmente destruído. Posteriormente, o castelo e a área circundante foram designados "Turismo e comodidade". O portfólio foi adquirido pela NAMA e vendido em 2013 e as obras de restauração começaram. & # x25cf Castelo da graça, Cidade de Kilkenny.

& # x25cb O tribunal foi originalmente construído sobre e ao redor do castelo Grace & # x2019s, que foi construído no início do século XIII. Em Kilkenny, é referido como Grace & # x2019s Castle ou Grace & # x2019s Tribunal. Permaneceu como residência privada até ser alugado ao estado em 1566 por James Grace, governador da Irlanda. Faz parte do sistema de justiça desde então - sua função exata mudando ao longo dos anos. Por cerca de 200 anos foi utilizado pelo estado como meta, e durante as reformas surgiram vários achados interessantes relativos a essa época, entre eles restos de presos executados na meta. Tornou-se um tribunal em 1792.

& # x25cf Castelo Granagh, Ruínas

& # x25cf Castelo de Grenan Nos arredores de Thomastown, em um campo, uma torre C13 provavelmente construída por Thomas FitzAnthony, o genro de Strongbow que morreu em 1229.

& # x25cf Jerpoint Abbey Concedido a Thomas, conde de Ormonde (The Black Earl), que por sua vez o concedeu a Oliver Grace. Abadia cisterciense perto de Thomastown, construída em 1180, provavelmente no local de um antigo mosteiro beneditino construído em 1160 por Domnall Mac Gilla Patraic, rei de Osraige. Jerpoint é notável por suas esculturas em pedra, incluindo uma no túmulo de Felix O'Dulany, Bispo da Diocese de Ossory quando a abadia foi fundada.

& # x25cf Kells Priory um dos maiores assentamentos religiosos medievais sobreviventes na Irlanda. Ruínas do priorado agostiniano que ficam ao lado do rio do rei ao sul da cidade medieval de Kilkenny. Foi fundado nas margens do rio King & # x2019s em 1193 por Geoffrey FitzRobert ele já havia estabelecido uma igreja aqui uma década antes. Cavaleiro anglo-normando, FitzRobert foi casado primeiro com Basilia, irmã de Richard de Clare (também conhecido como Strongbow) e depois para Eve de Bermingham, viúva de Gerald FitzMaurice, 1º Lorde de Offaly (fazendo dela a antepassada dos duques de Leinster). FitzRobert ficou conhecido como Barão de Kells por volta de 1204, quando também foi nomeado senescal (oficial administrativo) de Leinster. Em sua carta de confirmação para a Abadia de Kells, ele declarou que havia fundado o convento & # x2018 para a salvação de minha própria alma e as almas de meu predecessor e sucessores para a honra de Deus e da Santíssima Virgem para o bem-estar espiritual de meu Senhor, William Marshall & # x2019 & # x2013 que aconselhou a fundação e consentiu & # x2013 e & # x2018 no desejo e consentimento de minha esposa Eva. & # X2019 Em linha com outras casas agostinianas da época, os primeiros frades vieram de Inglaterra, do Priorado de Bodmin, na Cornualha. foi atacado e queimado três vezes. O convento foi sujeito à Dissolução em março de 1540, quando foi confiscado para James Butler, 9º duque de Ormonde. Kells Priory é às vezes conhecido como Sete Castelos devido às casas-torre encontradas ao redor de suas paredes externas, que lhe dão uma aparência de fortaleza. As torres foram provavelmente construídas no século 15

& # x25cf Castelo Kilbline Castelo intacto. Casa típica da torre - 5 andares de altura. Normalmente datado dos séculos 14/15, mas uma grande chaminé de pedra calcária no primeiro andar carrega a data de 1580, então é possível que tenha sido quando o edifício foi concluído. Há referência ao Castelo de Kilbline sendo confiscado por Thomas Comerford de Ballymac em 1566, talvez a chaminé tenha sido inserida na torre por um proprietário posterior. Thomas Shortall de Rathardmore morreu em 1628 e não muito depois de seu herdeiro Peter mudou-se para o castelo de Kilbline. Suas propriedades, que chegavam a cerca de 1.500 acres, foram declaradas perdidas pelo governo de Cromwell em 1653 e seus filhos mandados para Connaught, embora um deles pareça ter retornado a Kilbline, talvez após a restauração de Carlos II em 1660. William Candler que provavelmente foi um oficial do exército de Oliver Cromwell & # x2019s durante as guerras irlandesas de 1649-53, foi recompensado por seu serviço sendo promovido ao posto de tenente-coronel e recebeu terras no condado de Kilkenny, incluindo aquelas onde fica o castelo de Kilbline. Ele e sua esposa Anne Clarke, viúva Villiers teve dois filhos, o mais jovem dos quais João é conhecido por ter vivido em Kilbline. John Candler teve um único filho, Thomas, que, por sua vez, teve apenas um filho, Walsingham, com o qual ele nunca se casou, e essa linha de Candlers chegou ao fim. O filho mais velho do tenente-coronel Candler, Thomas, que viveu em Callan Castle teve quatro filhos, um dos quais Daniel causou confusão dentro da família ao se casar com uma irlandesa, possivelmente católica romana, chamada Hannah e, como resultado, foi obrigado a deixar primeiro o condado de Kilkenny e depois a Irlanda. Por volta de 1735, Daniel e Hannah Candler mudaram-se para as colônias da América, estabelecendo-se inicialmente na Carolina do Norte antes de se mudarem para Bedford, Virgínia. Seu bisneto foi Asa Griggs Candler, que em 1888 comprou a fórmula da Coca-Cola. O castelo foi habitado até ao final do século XX.

& # x25cf Castelo Kilcash Torre de mordomo de seis andares, data do final do C16 ou início do C17, e está atualmente em restauração.
& # x25cf Kilcurl perto de Baile Heil, Hugginstown, Cnoc an Tochair e Knockwilliam.
& # x25cf Castelo Kilfane A igreja fortificada do C14 tem uma torre de quatro andares contígua à igreja, anteriormente com um passeio de parede e parapeitos. O segundo andar da torre contém uma lareira, abaixo da qual está uma capela abobadada. A torre é original e permaneceu inalterada ao longo dos séculos, proporcionando acomodação e proteção para o sacerdote. A igreja de Kilfane é conhecida por sua efígie de cavaleiro do final do C13 ou início do C14. Charles Kendal Bushe e a esposa dele Anne Campton permaneceu na casa por um tempo em 1788.

& # x25cf Castelo de Kilkenny (Irlandês: Caisle & # x00e1n Chill Chainnigh) - o castelo atual foi construído em 1195 por William Marshal, primeiro conde de Pembroke. O primeiro castelo, provavelmente uma estrutura de madeira foi construído por Richard de Clare, 2º Conde de Pembroke, (Strongbow), no século 12. Os anglo-normandos estabeleceram um castelo em 1173. Kilkenny fazia parte do senhorio de Leinster, que foi concedido a Strongbow. Filha e herdeira do Strongbow & # x2019s, Isabel casado William Marshall em 1189. O conde Marshall possuía grandes propriedades na Irlanda, Inglaterra, País de Gales e França. Ele nomeou Geoffrey Fitz Robert foi nomeado senescal (mordomo ou governador, oficial judicial) de Leinster. Ele foi responsável por grande parte do desenvolvimento em Kilkenny, incluindo a construção do Castelo de Kilkenny. O primeiro castelo de pedra no local foi concluído em 1213. Este era um castelo em forma de quadrado com torres em cada canto, três das quais sobreviveram. James Butler, 3º conde de Ormonde, comprou o castelo em 1391 e tornou-se governante da área. Este James construiu Castelo Gowran em 1385 que era sua residência. Ele está enterrado na Igreja Colegiada de Santa Maria em Gowran. James também era chamado de Conde de Gowran. A dinastia Butler governou a área circundante durante séculos. Eles eram condes, marqueses e duques de Ormonde e viveram no castelo por mais de quinhentos anos. Pessoas notáveis ​​incluem, Lady Margaret Butler (c. 1454 ou 1465 & # x20131539) filha de Thomas Butler, 7º Conde de Ormond Ela nasceu no Castelo de Kilkenny e se casou Sir William Boleyn e era a avó paterna de Ana Bolena, segunda esposa do Rei Henrique VIII da Inglaterra. O castelo tornou-se a residência de uma família muito poderosa, a Mordomos de Ormonde ou família Butler, que viveu lá até 1935. Hoje, a propriedade foi transferida para o povo de Kilkenny em 1967 por & # x00a350 e o castelo e os terrenos são agora administrados pelo Escritório de Obras Públicas.

& # x25cb Kilkenny Castle Stableyard - Pinterest - do outro lado da rua do castelo consiste em dois pátios e edifícios. A faixa principal é paralela à rua, agora a loja Kilkenny Design. Atrás disso está um pátio que tem a faixa curva em sua parte traseira. Através do arco central neste bloco leva a outro pátio que foi convertido em oficinas para várias pequenas indústrias de artesanato.

& # x25cf Castelo de Kilmurry /


& # x25cf Kilmurry House perto de Thomastown - Famílias associadas - Bushe, Butler, sub Mountgarret, Archer Houblon. Partes que se acredita serem do século 17 ou antes, mas agora predominantemente do século 18 ou início do século 19. A Casa Kilmurry foi construída pelo Coronel Bushe na década de 1690, quando ele construiu uma sede em terras que lhe foram concedidas sob o assentamento Cromwelliano. Charles Kendal Bushe , orador e advogado conhecido como & quotO Incorruptível & quot acrescentou asas à casa entre 1814 e 1830. Seu pai, o Reverendo Thomas Bushe e a esposa dele Katherine Doyle era dono da casa, mas foi forçado a vendê-la para pagar suas dívidas. Charles conseguiu recomprá-lo em 1814 com o dinheiro que deu a sua esposa, Anne Campton, para comprar joias e que ela não havia gasto. (Consulte a página 175 do Guia de Burke para Casas de Campo, Volume 1 - Irlanda). Charles Kendal Bushe's crianças venderam a casa depois que ele morreu em 1843 para Major Henry Butler dos renomados mordomos anglo-irlandeses da dinastia Ormonde do Castelo de Kilkenny. Sua filha, Mildred Anne Butler (1858-1941), a pintora de aquarela, legou-o a sua prima, [Doreen Archer Houblon, CVO Doreen Archer Houblon, o equestre. Permaneceu na família Butler até ser vendida em 1981. O empresário irlandês que comprou a casa por um relatado & # x20ac1.5m em 2009 tentou modernizar parte do edifício listado em 2011

& # x25cf Castelo de Kilrush perto da atual Kilrush House (um projeto do início do C19 do arquiteto William Robertson), - uma casa em ruínas do final do C16 Shortall. Foi ocupada pela família St George e seus descendentes desde a década de 1650 até cerca de 1820, data em que se acredita que a Casa Kilrush foi concluída e cujo edifício eles encomendaram. Foi então que a casa da torre foi abandonada como residência em favor da nova casa onde a família viveu desde então, um período contínuo de ocupação em Kilrush por bem mais de trezentos anos.

& # x25cf Kilrush House Um ramo do St Georges estabeleceu-se aqui no século 17, mas por muito tempo a família viveu em uma casa-torre medieval que foi reformada e ampliada. Finalmente, na segunda década do século 19 e após seu casamento, Arthur St George encomendou uma nova residência ao arquiteto local William Robertson.


Генеалогия и история семьи Butler

Dinastia Butler refere-se aos vários ramos da família Butler (Irish de Buitleir) que tem suas origens na família Cambro-Norman que participou da invasão normanda da Irlanda no século XII. As variantes de grafia incluem le Boteler e le Botiller. O sobrenome tem origem no cargo hereditário de mordomo da Irlanda. A família se origina com Theobald Walter, 1º Barão Butler

Mordomos de Ormond

Este é o ramo sênior da família e mais tarde produzido, Earls, Marquesses and Dukes of Ormond. Desde 1391, a família foi baseada em sua fortaleza de Castelo de Kilkenny. Desta posição, eles foram capazes de controlar os reinos gaélicos circundantes de Ormond, & # x00c9ile, Ikerrin e parte de Osraige. O último Butler deixou o castelo e a Irlanda permanentemente em 1935.

Títulos

A família detinha os títulos de mordomo-chefe da Irlanda e Baron Butler. Antes da criação do Conde de Ormond, o pai do primeiro conde foi criado como o primeiro Conde de Carrick. No entanto, este título não passou para James Butler. Após um intervalo de 7 anos após a morte de seu pai, James foi recompensado com um condado em seu próprio direito - Ormond. Títulos subsidiários para o conde no Pariato da Irlanda foram adicionados: Conde de Ossory (1538) e Visconde Thurles (1536). Created Marquess of Ormond in 1642, which title became extinct in 1758. Created Duke of Ormonde in 1661, and created the Duke of Ormonde in the Peerage of England in 1682. After 1682, the spelling "Ormonde" was used almost universally. The title was forfeit in 1715. Subsidiary titles for the duke in the Peerage of England were added: Earl of Brecknock (1660) and Baron Butler (1660). In 1715 the second duke was attainted and his English peerages declared forfeit. In 1758 the de jure third duke (Irish) died and the dukedom and marquessate became extinct. The eighteenth earl was created as Baron Ormonde, of Llanthony, in the county of Monmouth in the Peerage of the United Kingdom in 1821 on the coronation of George IV. Later, he was created the Marquess of Ormonde in the Peerage of Ireland in 1816. On his death in 1820, that title became extinct and the earldoms passed to his brother, for whom the title "Marquess of Ormonde" was re-created in the Peerage of the United Kingdom in 1825. That title became extinct in 1997, while the earldom became dormant.

Lands

The patrimony of the Butlers of Ormond encompassed most of the modern counties of North Tipperary, South Tipperary, and Kilkenny and parts of County Carlow. Only the earldom of Desmond would have had more extensive land holdings than Ormond in the Lordship and Kingdom of Ireland. Following the successful Norman Invasion, the ancient Gaelic lands would have been annexed to the crown and passed as baronies or fiefs to the supporters of the crown (the victorious barons). These (administrative) baronies corresponded to the (Irish) tྪth ("country") or trໜha cét ("thirty hundred [men]") of a Gaelic chief, for example Éile. However, sometimes baronies combined small territories, or split a large one, or were created without regard for the earlier boundaries. In the Norman period most Gaelic chiefs were killed, expelled, or subordinated by the new Norman lord in the Tudor period, many Gaelic and Hibernicized lords retained their land by pledging allegiance to the Crown under the policy of surrender and regrant.

Early figures

Butlers of Dunboyne

Butlers of Clonamicklon and Ikerrin

This branch sprang from John Butler of Clonamicklon, the second son of Edmund Butler, Earl of Carrick. His descendants would later become Viscounts Ikerrin and Earls of Carrick.

  • Notable family members
  • Thomas Butler, 6th Viscount Ikerrin
  • Somerset Butler, 1st Earl of Carrick. The 8th Viscount was created Earl of Carrick - the second time that an earldom of that name was created for the Butler family. The first creation was for Edmund Butler, Earl of Carrick.

Butlers of Cahir

This branch sprang from James Butler, 3rd Earl of Ormond. Cahir Castle is built on an island of the River Suir. Much of the barony of Iffa and Offa West was controlled by the Butler Barons Cahir.

Notable family members

James “Gallda” Butler, son of James Butler, 3rd Earl of Ormond.

Barons of the first creation

Thomas Butler, 1st Baron Cahir, son of Thomas Butler of Cahir. His brother Piers would supply later barons when his own line failed to produce male heirs. Edmund Butler, 2nd Baron Cahir, son of the 1st Baron who died without issue.

Barons of the second creation

Theobald Butler, 1st Baron Cahir, son of Piers Butler and nephew of the 1st Baron. He died in 1596 having had six sons of whom the three elder were Thomas, Piers and Edmund. Thomas Butler, 2nd Baron Cahir, son of the 1st Baron. Died without male issue in 1627. Thomas Butler, 3rd Baron Cahir, son of Piers Butler, nephew of the 2nd Baron and grandson of the 1st Baron. Pierce Butler, 4th Baron Cahir, a grandson of the 3rd Baron.

Butlers of Polestown and Roscrea

This branch also sprang from the 3rd Earl. Three distinct branches are associated with this branch of the family. The family tree splits firstly with Edmund MacRichard Butler his eldest son, Sir James, founded the most illustrious sub-branch with his progeny going on to supply the 8th Earl of Ormond his second son, Walter, founded the lesser sub-branch with his progeny going on to become baronets of Polestown. This sub-branch split thirdly to found a Roscrea branch in the barony of Ikerrin, North Tipperary, beginning with Walter's grandson. Note: "Polestown" is also spelled in the records as Poolestown". It is now identified with the town of Paulstown in the Barony of Gowran, County Kilkenny. [edit]Notable family members Sir Richard Butler of Polestown (b.1395-c.1443), son of the 3rd Earl. Sir Edmund MacRichard Butler (c.1420-1464), the son of Sir Richard. Sir James Butler (d.1487), the eldest son of Edmund MacRichard. Piers Butler (c. 1467 – 26 August 1539), the son of Sir James. Later elevated to the peerage of Ireland as the 8th Earl of Ormond. Theobald Butler, brother of Piers. Walter Butler of Polestown, second son of Edmund MacRichard. Edmond Butler of Polestown, son of Walter. Peter Butler of Roscrea, second son of Edmond. Walter Butler of Roscrea, son of Peter. Sir Richard Butler (Poletown), third son of Edmond. Sir Edmond Butler (Polestown), son of Sir Richard. Sir Walter Butler, 1st Baronet, eldest son of Sir Edmond. The title became either dormant or extinct on the death of the fourth Baronet in 1762.

Butlers of Mountgarret, Cloughgrennan, Kilcash & Duiske

The common ancestor here is Piers Butler, 8th Earl of Ormond. Three minor family branches sprang from his eldest son - James Cloughgrenan, Kilcash and Duiske / Galmoye, His younger son, Richard Butler, founded the junior but long lasting Mountgarret line. Piers Butler, 8th Earl of Ormond James Butler, 9th Earl of Ormond, eldest son of the 8th Earl. Thomas Butler, 10th Earl of Ormond, eldest son of the 9th Earl. Last of the senior line. Sir Edmund Butler, second son of the 9th Earl. First of the Cloughgrenan line. John Butler of Kilcash, third son of the 9th Earl. First of the Kilcash line. Walter Butler of Nodstown, fourth son of the 9th Earl. First of the Nodstown line. James Butler of Duiske, fifth son of the 9th Earl. First of the Duiske line. Richard Butler, 1st Viscount Mountgarret, second son of the 8th Earl.

Butlers of Mountgarret

Mountgarret may take its name from the townland of "Tifeaghna (Mount Garret)" in the civil parish of Sheefin, in the barony of Galmoy or from "Clomantagh (Mount Garret)" in the civil parish of Clomantagh in the barony of Crannagh. Both baronies are in the north-western corner of County Kilkenny. The Viscounts are recorded as significant landowners there as well as in neighbouring civil parish of Coolcashin.It may also refer to a district of the town of New Ross in County Wexford. This branch was in turn an off-shoot of the Polestown branch.

Notable family members

Richard Butler, 1st Viscount Mountgarret Edmund Butler, 2nd Viscount Mountgarret, son of the 1st Viscount. Richard Butler, 3rd Viscount Mountgarret, son of the 2nd Viscount. Edmund Butler, 4th Viscount Mountgarret, son of the 3rd Viscount. Edmund Butler, 1st Earl of Kilkenny and 12th Viscount Mountgarret.

Butlers of Cloughgrenan

The second son of James Butler, 9th Earl of Ormond was Sir Edmund Butler who occupied lands at Cloughgrenan (a townland near Carlow town). Tulleophelim (or Tullowphelim) is near the town of Tullow in County Carlow. The castle of Tulleophlim had been built by James Butler, 4th Earl of Ormond before 1450. [edit]Notable family members Sir Edmund Butler of Cloughgrenan (c.1531-1602), Theobald Butler, Viscount Butler of Tulleophelim, a son of Sir Edmund. Sir Thomas Butler of Cloughgrenan, 1st Baronet, illegitimate son of Sir Edmund. Sir Edmund Butler of Cloughgrenan, 2nd Baronet, son of 1st Baronet.

Butlers of Kilcash and Thurles

The third son of James Butler, 9th Earl of Ormond was John who occupied lands in Kilcash, near Clonmel, County Tipperary. His heirs went on to provide four immediate heirs to the earldom of Ormond when the senior line failed through lack of legitimate male issue. [edit]Notable family members John Butler of Kilcash Walter Butler, 11th Earl of Ormond, son of John and the first member of the Kilcash branch to inherit the earldom when the senior branch failed to leave legitimate male issue. Thomas Butler, Viscount Thurles, son of the 11th Earl who predeceased his father. James Butler, 1st Duke of Ormonde, heir of Thomas, grandson of the 11th earl. Thomas Butler, 6th Earl of Ossory, son of the 1st Duke who predeceased his father. James Butler, 2nd Duke of Ormonde, son of the 6th Earl of Ossory and grandson of the 1st Duke. Charles Butler, 3rd Duke of Ormonde, younger son of the 6th Earl of Ossory. Richard Butler of Kilcash, son of Viscount Thurles and younger brother of James, the 1st Duke. [edit]Butlers of Garryricken This branch is an off-shoot of the Kilcash branch. Garryricken is a townland in the barony of Knocktopher, County Kilkenny. [edit]Notable family members Walter Butler of Garryricken, eldest son of Richard Butler of Kilcash, great-grandson of the 11 Earl. Colonel Thomas Butler of Garryricken, eldest son of Walter. John Butler, 15th Earl of Ormonde, son of Colonel Thomas, great-grand-nephew of the 1st Duke. He succeed to the earldom (but not the dukedom) when the last member of senior Kilcash line, Charles, failed to produce a legitimate male heir. John Butler of Garryricken, second son of Walter and brother of Colonel Thomas, grand-nephew of the 1st Duke. Walter Butler, 16th Earl of Ormonde, son of John, great-great-great-grandson of the 11th Earl and the first cousin of the 15th Earl.

Butlers of Duiske and Galmoye

Duiske takes its name from Duiske Abbey in Graiguenamanagh, County Kilkenny. Galmoy is a village in the Barony of Galmoy, north-western Kilkenny. This branch also sprang from the 9th Earl. His younger son was James Butler of Duiske.

Notable family members

James Butler of Duiske was awarded the Abbey lands upon the dissolution of the monasteries following the English Reformation. The lands eventually reverted to his uncle Thomas Butler, 10th Earl of Ormond. Piers FitzThomas Butler of Duiske, who was the illegitimate son of the 10th Earl. Edward Butler, 1st Viscount Galmoye, who was the son of Piers FitzThomas Butler. Piers Butler of Duiske, who was the eldest son of the 1st Viscount. Edward Butler, 2nd Viscount Galmoye, who was the grandson of the 1st Viscount. Piers Butler, 3rd Viscount Galmoye, who was the eldest son of the 2nd Viscount. He was attainted and had no living male heirs. Richard Butler of Galmoye, who was the second son of the 2nd Viscount. James Butler (colonel) was son of Richard Butler of Galmoye and the grandson of the 2nd Viscount. He would have been the heir of the 3rd Viscount (his uncle) had the latter not been attainted by parliament. Edmond Butler of Killoshulan, who was the brother of the 2nd Viscount. His great-great grandson, Garret, would later successfully petition the English Parliament for the restitution of the family titles. Some time after June 1828, he was confirmed as the 5th Viscount Galmoye.


Assista o vídeo: Kilkenny City Vacation Travel Guide. Expedia